Aeroporto de Londrina registra alta de 17% nas cargas

Publicado em 26/01/2016 às 10h26

O Terminal de Logística de Carga (Teca) do aeroporto Governador José Richa registrou alta de 17,6% na movimentação de cargas em 2015. Em 2014 foram movimentadas 1.142 toneladas em produtos ante 1.386 em 2015. O destaque foi o seguimento de importações, responsável por mais de 90% das mercadorias armazenadas. 

Os principais itens movimentados no aeroporto de Londrina foram metais, componentes eletrônicos, artigos para festas, maquinários e matérias de construção. Para o superintendente da unidade, Marcus Vinicius Rezende Pio, esse crescimento na movimentação de cargas se deve à atratividade do modal aéreo, a um processo constante de fidelização de clientes e ao resultado de ações conjuntas desenvolvidas pela Infraero, Prefeitura de Londrina, Receita Federal, Ministério da Agricultura. 

Sobre o TECA de Londrina 

O terminal de cargas do Aeroporto de Londrina foi inaugurado em 5/12/2008 com área total de 2020m², sendo 550m² para os armazéns. Em sua estrutura estão disponíveis diversos equipamentos para armazenagem e movimentação das cargas, a exemplo de empilhadeiras, plataforma hidráulica para carga e descarga, paleteiras, balanças e equipamentos de raios-x. 

A rede 

Considerados portões de entrada do desenvolvimento econômico do país, os 23 Terminais de Logística de Carga da Infraero contam com equipamentos de última geração, como câmaras frigoríficas, instalações para carga viva, áreas especiais para cargas valiosas, material radioativo e demais artigos perigosos. A infraestrutura moderna permite que os mais diversos tipos de produtos sejam armazenados de forma ágil e segura. 

A Infraero disponibiliza toda a infraestrutura necessária para a atracação/descarregamento, pesagem, unitização/desunitização e expedição, tanto para embarque quanto desembarque. Isso reduz os custos, além de disciplinar a circulação de veículos e pessoas em áreas restritas que requerem máxima segurança nas operações, em atendimento às legislações. Os terminais são equipados ainda com Circuito Fechado de TV – CFTV, com monitoramento 24 horas por dia, vigilância armada, raios-X e pórticos detectores de metais.

 

Fonte: Bondenews

Categoria: Comércio Exterior, Investimento, Logística, Norte do Paraná, Paraná

Enviar comentário

voltar para Notícias

left tsN fwR uppercase show|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left fwR uppercase show bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd c10|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||