Arapongas ganha primeiro Instituto Senai do Paraná

Publicado em 10/03/2015 às 14h23

Com faturamento de cerca de R$ 1,8 bilhão em 2014, o polo moveleiro de Arapongas ganhou um reforço importante para incrementar a produção e se consolidar como um dos maiores do País em volume de negócios. O Serviço Nacional da Indústria (Senai)inaugurou ontem na cidade o primeiro dos sete Institutos Senai de Tecnologia (IST) que serão implantados no Estado até o ano que vem. As unidades têm característica setorial, ou seja, são concebidas de acordo com a vocação industrial de cada região em que serão instaladas, atuando de forma a buscar soluções em inovação e serviços tecnológicos e de educação para promover o desenvolvimento do setor.

No caso de Arapongas, o IST atenderá o de Madeira e Mobiliário. Em Londrina, cuja unidade o Senai estima que será inaugurada no segundo semestre, o empreendimento será voltado para as áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação. Os outros institutos previstos para serem inaugurados entre este ano e o próximo são o de Curitiba (Química e Meio Ambiente), Maringá (Metalmecânica), Ponta Grossa (Construção Civil), Toledo (Alimento e Bebidas) e Telêmaco Borba (celulose e papel). Curitiba também receberá o Instituto de Inovação em Eletroquímica, direcionado a pesquisa aplicada.

O instituto de tecnologia de Arapongas terá laboratórios para as atividades moveleiras de ensaio estrutural, acabamento e superfície, prototipagem e simulação industrial, num investimento de infraestrutura de cerca de R$ 8 milhões. O coordenador do Senai da região de Arapongas, que atende 14 municípios, Irineu Munhoz, destacou que o IST vai garantir certificação de qualidade aos móveis produzidos no polo industrial da cidade. "Temos uma vocação da produção moveleira, e hoje, como o próprio mercado consumidor está mais exigente, não basta a gente produzir um móvel com qualidade. É necessária a certificação. Nesse sentido, o IST vai ajudar o empresário a colocar no mercado seu móvel sempre com qualidade certificada", afirmou.

Arapongas é responsável pela produção de 10% dos móveis fabricados no Brasil, de acordo com estimativa do Sindicato das Indústrias Moveleiras de Arapongas (Sima). Não por acaso, numa rede de 61 ISTs que o Senai está instalando País afora, a Cidade dos Pássaros recebe um dos três institutos que atenderão o setor de Madeira e Mobiliário. Os outros dois são em Bento Gonçalves (RS), principal concorrente do polo moveleiro araponguense, e em Rio Branco (AC).

O diretor do Senai no Paraná, Marco Secco, explicou que a iniciativa de se implantar uma rede de institutos de tecnologia e inovação no Brasil surgiu da percepção de que o País estava perdendo dinheiro com serviços que as grandes indústrias instaladas acabavam demandando no exterior. "O Senai fez um estudo em 2009 em que identificamos que tínhamos uma evasão de divisas muito significativa da ordem de 25 bilhões de dólares ao ano, justamente com a prestação de serviços que poderiam ser feitos no Brasil e acabavam sendo feitos no exterior", disse. Secco deu exemplos: "A Renault mandava um motor para ser testado na França, a Volvo mandava uma cabine para checar a pintura em Estocolmo e por aí vai. A gente percebeu uma grande oportunidade de investimento e desenvolvimento."

Por meio de financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Senai teve acesso a cerca de R$ 3 bilhões para construir a rede de institutos de tecnologia e inovação em todo o País. "O IST trabalha com a tecnologia já dominada, ensaios laboratoriais, consultoria, prestação de serviço, aumento de produtividade. E o instituto de inovação busca a pesquisa aplicada de maneira a focar novos horizontes no setor industrial", pontuou.

Segundo informou a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), os institutos fazem parte de uma série de 18 empreendimentos que estão prontos ou ainda serão construídos no Paraná com investimentos de quase R$ 190 milhões, sendo R$ 149 milhões financiados pelo BNDES e R$ 41 milhões de contrapartida do Senai. 

Fonte: Folhaweb

Categoria: Investimento, Norte do Paraná, Paraná
Tags: Instituto Senai de Tecnologia, IST, Madeira e mobiliário

Enviar comentário

voltar para Notícias

left tsN fwR uppercase show|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left fwR uppercase show bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd c10|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||