Empresas do PR investem em qualidade e conquistam selo

Publicado em 19/03/2015 às 14h56

Empresários paranaenses do setor da indústria, agroindústria e distribuidoras de alimentos e bebidas não podem perder a oportunidade de potencializarem seus negócios e de se qualificarem ainda mais para o mercado. O Sebrae/PR e a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) lançam  nos próximos dias uma chamada pública para participação no Programa Selo Alimentos do Paraná.

A iniciativa, inédita no Estado, é aberta à participação de 120 empresas paranaenses do setor, que passarão por uma pré-seleção. A ideia é estimular a qualidade nos processos de produção e de gestão empresarial dessas indústrias, agroindústrias e distribuidoras. Vinte e duas empresas de todo o Estado já participaram da proposta-piloto do Programa, realizada em 2014, e obtiveram excelentes resultados.

Na semana passada, as empresas que concluíram com êxito o Programa Selo Alimentos do Paraná foram certificadas e receberam o direito de uso, do Selo Alimentos do Paraná, nos rótulos de seus produtos e materiais de divulgação. O reconhecimento veio depois de seis meses de consultorias, treinamentos e auditorias, com foco na legislação e nos fundamentos de excelência em gestão da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ).

Paulo Soares da Costa, presidente da Apisnutri, de Mandaguari, noroeste do Paraná, começou há 15 anos com a venda de mel e outros produtos naturais em Campo Mourão. Alguns anos depois, quando se mudou para Mandaguari, ele continuou comprando e revendendo os produtos, e sentiu a necessidade de criar a sua própria empresa. Foi para São Paulo, comprou uma máquina e começou a trabalhar no fundo de casa, apenas com selo municipal.

A produção de Paulo Soares da Costa foi crescendo, com o passar os meses e dos anos, e o empresário sentiu a necessidade de buscar uma certificação estadual, um reconhecimento que garantisse a qualidade da sua produção. Hoje, a sua empresa comercializa produtos em todo o Brasil. “A Apisnutri cresceu e, além do mel puro e composto, trabalhamos com mais de 120 produtos na linha de encapsulados, chás solúveis, vitaminas, minerais e óleos”, contabiliza.

Mas o começo não foi fácil, conta Paulo Soares da Costa. Quando descobriu o Programa Alimentos do Paraná, do Sebrae/PR, a empresa passava por dificuldades junto a órgãos oficiais de fiscalização. “O Programa chegou quando mais precisávamos dessa consultoria. Implantamos todos os processos de boas práticas de fabricação, os controles de qualidade, e pudemos ter um feedback de um profissional para termos mais credibilidade.”

Segundo Paulo Soares da Costa, o Selo Alimentos do Paraná é uma conquista, fruto de uma parceria de longos anos com o Sebrae/PR, que o ajudou muito para a solidificação de sua empresa. “Agora, sabemos que a qualidade tem um valor agregado ao produto. Se conseguirmos fazer um produto com qualidade, aliado à tecnologia, nós conseguimos ganhar mercado. As pessoas estão mais exigentes com a qualidade, o sabor e a aparência do produto. E, sabendo que existe uma certificação, podemos comercializar com mais facilidade”, acredita.

A cerimônia de certificação das 22 empresas participantes do Programa Alimentos do Paraná, realizada na última quinta-feira, dia 12 de março, na sede do Sebrae/PR em Curitiba foi uma oportunidade para consolidar a parceria entre o Sebrae/PR, Fiep e Tecpar.

O diretor de Operações do Sebrae/PR, Julio Cezar Agostini, durante a apresentação do Programa, enfatizou a importância do Selo Alimentos do Paraná e explicou toda a estratégia de desenvolvimento do setor. “Esse evento é significativo e um marco na história da instituição. Nosso objetivo é o desenvolvimento do agronegócio e do segmento de alimentos e bebidas pela melhoria da qualidade produtiva. Como a pequena empresa produz em baixa escala, ela precisa de um diferencial de mercado para gerar resultado, e a estratégia do Sebrae/PR é a diferenciação, posicionando as empresas pela qualidade e valor agregado”.

Agostini ressaltou, ainda, que a intenção do Sebrae/PR é, até 2022, ter no Estado cerca de mil pequenas agroindústrias com a certificação de qualidade do Alimentos do Paraná, fazendo com que o posicionamento desses empreendimentos melhorem de patamar e sejam cada vez mais reconhecidos pela sua qualidade.

Vitor Roberto Tioqueta, diretor-superintendente do Sebrae/PR, salientou o pioneirismo das empresas participantes, que se preocuparam em investir em segurança e qualidade, com a participação no Programa. “É uma satisfação fazer parte da entrega desta certificação para as 22 empresas pioneiras, que assumiram o desafio de participar deste projeto-piloto e receber este selo. Vocês estão garantindo aos clientes que os seus produtos são reconhecidos, certificados e com qualidade, esse é o resultado principal, aliado à melhoria da gestão das empresas.”

Tioqueta reforçou, também, o crescimento do Programa Alimentos do Paraná para outros setores da cadeia produtiva como parte da nova linha estratégica do Sebrae/PR. “Nós também iremos trabalhar projetos semelhantes a esse com outros setores produtivos do Estado, dentro do novo direcionamento estratégico do Sebrae/PR - as empresas de alto potencial - que têm condições e competências para competir com as grandes empresas do mercado nacional ou internacional com seus produtos.”

Edson Campagnolo, presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/PR e do Sistema Fiep, parceiro da iniciativa, acredita que, após as consultorias e treinamentos oferecidos pelo Programa Alimentos do Paraná, estas empresas estão muito mais preparadas para enfrentar o mercado atual. “Eu não tenho dúvidas que houve uma mudança de perfil destas empresas que estão, hoje, mais profissionais. Este selo e a certificação de qualidade têm um efeito multiplicador, que extrapola fronteiras e vai render muitos frutos. Em nossa gestão, temos como missão fomentar e internacionalizar as nossas empresas, e já começamos a enxergar este caminho e vamos chegar muito mais longe”, pontuou Campagnolo.

Julio César Félix, presidente do Tecpar, destacou a importância de programas de incentivo ao empreendedor e a fusão de competências para a realização do Alimentos do Paraná, que auxilia o crescimento da economia paranaense. “O trabalho em conjunto com as entidades visa olhar para o futuro das empresas, o atendimento da legislação específica, a qualificação dos processos produtivos e da sobrevivência da organização. Estamos no caminho certo e aceitamos o desafio de incluir requisitos internacionalmente aceitos para tornar este selo com maior valor agregado e potencial competitivo.”

Para quem já é ou quer ser empresário, o Sebrae/PR – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná é a melhor opção para obter informações e conhecimento. Criado na década de 1970, o Sebrae apoia as decisões dos empresários, dos potenciais empresários e dos potenciais empreendedores, no campo e na cidade, porque é a instituição que entende de pequenos negócios e possui a maior rede de atendimento do País. No Paraná, conta com seis regionais e 12 escritórios. A instituição chega aos 399 municípios por meio de Pontos de Atendimento ao Empreendedor, Salas do Empreendedor e parceiros locais, como associações, sindicatos, cooperativas, órgãos públicos e privados. O Sebrae/PR oferece palestras, orientações, capacitações, treinamentos, projetos, programas e soluções, com foco em empreendedorismo e gestão; empresas de alto potencial e potencialização; educação empreendedora; startups; liderança; e ambiente de negócios.

 

Fonte: Sebrae/PR

Categoria: Paraná
Tags: Alimentos, FIEP, Paraná, qualidade, Sebrae

Enviar comentário

voltar para Notícias

left tsN fwR uppercase show|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left fwR uppercase show bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd c10|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||