No Paraná, cresce número de empresas exportadoras

Publicado em 16/02/2017 às 18h00

Com a recessão no Brasil, as empresas se voltaram para o mercado externo em 2016. O número de companhias exportadoras somou 2.323 no Paraná, 5,8% mais do que das 2.196 registradas em 2015. Os dados são de um levantamento do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes) com base nos dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio.

O movimento foi puxado pelos pequenos e pelos grandes exportadores. O número de empresas com vendas acima de US$ 100 milhões teve crescimento de 21%, passou de 33 para 40. As companhias com embarques de até US$ 1 milhão passaram de 1.575 para 1.704 entre 2015 e 2016, avanço de 8,2%.

Com o dólar mais favorável e a recessão interna, a saída das empresas foi abrir mercado externo, de acordo com Julio Suzuki Júnior, presidente do Ipardes. “É um movimento tanto das pequenas quanto das grandes empresas e de todos os setores. Um dado importante é que as pequenas exportadoras também são as que geram, proporcionalmente, mais empregos. Ou seja, as exportações ajudaram também a amenizar os efeitos da crise sobre o mercado de trabalho”, diz.

O número de exportadores de pequeno porte vem aumentando no Paraná nos últimos anos. O volume de empresas com exportações de até US$ 1 milhão cresceu 25,5% entre 2010 e 2016, passando de 1.358 para 1.704.

O levantamento do Ipardes mostra também um número significativo de empresas que fizeram sua estreia no mercado internacional em 2016. Do total de empresas exportadoras no Paraná no ano passado, 25% eram estreantes.

A previsão é que em 2017 haja um crescimento ainda mais expressivo no número de exportadores no Paraná. O cenário externo para o ano ainda aponta para uma demanda externa mais forte do que o consumo no Brasil. Por outro lado, o aumento da taxa de juros nos Estados Unidos deve ampliar a depreciação do Real em relação ao dólar, o que favorece os exportadores, diz Suzuki Júnior. A China, principal destino das exportações brasileiras, por sua vez, deve manter o ritmo de encomendas.

 

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Enviar comentário

voltar para Notícias

left tsN fwR uppercase show|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left fwR uppercase show bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd c10|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||