Paraná é o segundo estado que mais gerou empregos de JAN a ABR

Publicado em 29/05/2015 às 09h44

O Paraná é o segundo estado com maior geração de empregos com carteira assinada nos primeiros quatro meses de 2015. O estado contabilizou um saldo positivo de 23.459 postos com carteira assinada nos primeiros quatro meses de 2015, o que representa um crescimento de 0,86% no estoque de empregos formais, de acordo com Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta sexta-feira (22), pelo Ministério do Trabalho. A primeira posição no período é ocupada por Santa Catarina.

Em abril especificamente, o Paraná registrou o menor número de fechamento de postos de trabalho formais entre os estados da região Sul do país. De acordo com o Caged, no período, foram fechadas 2.002 vagas, no Paraná, das 13.489 extintas nos três estados da região. No Brasil, foram eliminados 97.828 postos de trabalho.

Setores

Os Serviços, a Indústria de Transformação e a Agropecuária são os principais responsáveis pelo bom desempenho do emprego no Paraná, de janeiro a abril. Em seguida, estão a Construção Civil e a Administração Pública.

Mais uma vez o interior do Estado foi responsável pela maior parte das vagas de emprego formais geradas. Os municípios que mais se destacaram nos primeiros quatro meses do ano foram Londrina, Maringá, Ortigueira, Cascavel, Toledo e Pato Branco.

Abril

Levantamento do Observatório do Trabalho, que faz parte da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, mostra que o setor que gerou o maior número de postos de trabalho no Paraná, em abril, foi o da agropecuária (1.065). O comércio foi o segundo colocado, com um saldo de 224 postos, seguido da administração pública, que teve um saldo positivo de 188 vagas. O pior resultado do mês foi do setor da Indústria de Transformação, que teve saldo negativo de 2.832 postos.

Os dez municípios que mais se destacaram na geração de empregos formais, em abril, foram Ortigueira (493), Cambará (347), Telêmaco Borba (306), Colorado (304), Pato Branco (279), Paraíso do Norte (232), Umuarama (223), Florestópolis (220), Santo Inácio (200) e Medianeira (156).

Ortigueira teve seu desempenho alavancado pelo setor da Construção Civil (280). Em Cambará o setor de destaque foi a da Agropecuária (249) e, em Telêmaco Borba, o da Indústria de Transformação (143).

De acordo com Julio Suzuki, diretor-presidente do Ipardes, Ortigueira é, atualmente, um dos ícones do desenvolvimento econômico do Estado em função da instalação da nova unidade da Klabin no município, projeto que tem o apoio do programa Paraná Competitivo.

Fonte: ANPr

Categoria: Norte do Paraná, Paraná
Tags: Emprego, Norte do Paraná , Paraná

Enviar comentário

voltar para Notícias

left tsN fwR uppercase show|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left fwR uppercase show bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd c10|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||