Portos do Paraná aguardam investimentos de até R$ 10 bilhões

Publicado em 01/04/2016 às 11h49

Com o decreto da nova poligonal de Paranaguá e com as renovações dos contratos das empresas que operam nos portos públicos do estado, o litoral paranaense começa a receber uma nova onda de investimentos.

Os portos passarão por obras de melhorias na infraestrutura e ao menos três novos terminais de uso privado devem ser construídos nos próximos anos. A expectativa da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) é que os aportes financeiros alcancem até R$ 10 bilhões.

A largada para novos aportes no setor portuário paranaense veio com o anúncio da renovação do contrato de arrendamento da empresa Ponta do Félix. A companhia poderá atuar no Porto de Antonina até 2037, em troca de investimentos de R$ 114,18 milhões no terminal portuário. A permissão foi assinada na semana passada pelo ministro Helder Barbalho, da Secretaria Especial de Portos (SEP), e foi o primeiro grande investimento anunciado para o Paraná neste ano.

O terminal Ponta do Félix passará por obras de infraestrutura que incluem a ampliação do cais de número três, a construção de um armazém para fertilizantes e a implantação de uma linha ferroviária no trecho interno da área do arrendamento. Após a conclusão das obras, a capacidade mínima para movimentação de cargas deve crescer para 2,94 milhões de toneladas por ano.

O diretor-presidente da Appa, Luiz Henrique Dividino, afirma que, apesar do cenário recessivo, o setor portuário brasileiro tem se preparado para o futuro, quando a economia voltar a se recuperar. Somente a Appa deve investir R$ 400 milhões nos próximos três anos para melhorar a produtividade dos portos que administra. “Nossa maior preocupação não está em aumentar a movimentação de cargas e sim atender melhor e com as menores tarifas. São investimento produtivos, com foco em melhorar a performance”, explica.

Terminal de Contêineres de Paranaguá

Outra renovação de contrato mediante investimento que está para ser homologada pela Secretaria dos Portos (SEP) é do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP). A empresa se comprometeu a investir R$ 1,1 bilhão no Porto de Paranaguá em troca da aprovação da proposta de renovação antecipada do arrendamento do terminal por mais 25 anos a partir de 2024.

O pedido já foi aprovado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e aguarda a avaliação da SEP.

Na primeira fase do plano de investimento elaborado pelo TCP, serão investidos R$ 540 milhões na ampliação e adequação do terminal, incluindo a expansão do cais de atracação, a construção de dolphins exclusivos para navios que fazem o transporte de veículos e a ampliação da retroárea. Ao final do período, o terminal ampliará a sua capacidade para 2,5 milhões de toneladas ao ano.

 

Fonte: Gazeta do Povo

Categoria: Investimento, Logística, Paraná

Enviar comentário

voltar para Notícias

left tsN fwR uppercase show|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left fwR uppercase show bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd c10|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||