Portos privados pretendem se instalar no litoral do PR

Publicado em 21/07/2015 às 11h56

Porto Pontal

Investimento: R$ 1,5 bilhão

Área: cerca de 600 mil m² na Ponta do Poço

Empregos: 2 mil diretos

O projeto do Porto Pontal é focado na movimentação de containers e pretende ser o primeiro porto do país a operar guindastes sobre trilhos, a exemplo da Europa. O novo porto privado pode ampliar em 55% a capacidade produtiva do estado, que passaria a movimentar 70 milhões de toneladas em cargas. Localizado na entrada da baía, o Porto Pontal tem vantagem de uma hora de atracação na comparação com o Porto de Paranaguá, que fica numa área mais interna da baía. O projeto pretende implantar um cais de mil metros e três berços de atracação simultânea de navios, com calado de 16 metros.

 

Novo Porto

Investimento: R$ 3 bilhões

Área: 200,0 hectares na foz do Rio Embocuí

Empregos: 3 mil diretos nas duas fases (implantação e operação)

O Novo Porto deve movimentar todo tipo de carga. Além de armazéns destinados a graneis (soja, milho e fertilizantes), o espaço contará também com área de silos verticais (trigo, malte e cevada), pátios de containers e de veículos. O píer de atracação contará com sete berços privativos, em formato de T, com espaço para três navios full-containers na face externa e quatro navios destinados a graneis sólidos e líquidos na face interna. A previsão é que as obras durem até cinco anos, a partir da obtenção das licenças e autorizações necessárias.

 

TUP Subsea

Investimento: R$ 103 milhões

Área: 2,6 mil hectares em Pontal do Paraná, entre o balneário Shangri-lá e a foz do Rio Guaraguaçu

Empregos: 1 mil diretos nas duas fases (implantação e operação)

O terminal privativo servirá exclusivamente para a montagem e embarque de tubos de aço carbono, rígidos e semirrígidos, bem como estruturas e demais componentes de sistemas submarinos, usados na prospecção e exploração de petróleo e gás, fornecidos pela Subsea para campos do pré-sal. Está previsto um píer de acostagem de 300 metros quadrados e um cais com plataforma para atracação de barcaça. O prazo de execução previsto para a obra é de sete meses. Apesar da grande área adquirida pela empresa, apenas 3% do terreno será destinado ao terminal. (Gazeta do Povo)

Categoria: Investimento, Logística, Paraná
Tags: Investimento, Logística, Paraná

Enviar comentário

voltar para Notícias

left tsN fwR uppercase show|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left fwR uppercase show bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd c10|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||