PR dobra propriedades rurais certificadas para orgânicos

Publicado em 29/01/2016 às 17h34

O Programa Paranaense de Certificação de Produtos Orgânicos (PPCPO) intensifica as ações e contribui para consolidar o Paraná como o maior produtor do país. No ano passado, 250 propriedades foram certificadas pelos técnicos do PPCPO e da ONG Ecovida, parceira no programa. O número é duas vezes maior do que em 2014. Os técnicos dos nove núcleos espalhados pelo estado visitaram mais de 500 propriedades e acompanharam 478. 


O PPCO foi implantado em 2009 e envolve a Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, por meio das universidades estaduais; o Centro Paranaense de Referência em Agroecologia (CPRA), vinculado à Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento, e o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), que é o órgão certificador.


Para que possam passar da produção convencional para a orgânica e receberem a certificação, os agricultores são orientados por técnicos e estudantes das sete universidades estaduais. Eles fazem um acompanhamento e capacitação dos produtores paranaenses, para que trabalhem dentro das normas previstas na legislação brasileira para produtos e sistemas de produção orgânica.


Na segunda fase do programa, que segue até julho de 2016, o Governo do Estado está investindo cerca de R$ 4,5 milhões.


O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, enfatizou a importância do programa para que o Paraná continue entre os estados com o maior número de produtores de orgânicos certificados. 


“O programa registra excelentes resultados e contribui para a valorização da produção de orgânicos no estado, por isso estamos trabalhando para a continuidade”, afirma. 

 

PREPARADOS - O coordenador da Unidade Gestora do Fundo Paraná, Luiz Cézar Kawano, diz que tão importante quanto o aumento da produção de orgânicos é contar com uma equipe qualificada para atender os produtores rurais. “É fundamental a capacitação dos alunos e dos recém-formados das universidades que integram as equipes que trabalham nos núcleos. Desta forma, os profissionais ingressam no mercado de trabalho melhor preparados e conscientes da valorização das práticas de produção de alimentos mais saudáveis, o que acaba refletindo na melhoria da renda dos produtores rurais certificados.” 


A certificação é auditada pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), que é responsável pela capacitação dos bolsistas que atuam no programa. “A integração e o empenho de toda a equipe do Tecpar, dos núcleos e da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior aceleraram o processo de auditorias. A parceria com o Tecpar se mostra cada vez mais importante e fundamental dentro do processo”, destacou o coordenador do núcleo na Universidade Estadual do Norte do Paraná e integrante do Comitê Gestor do programa, Rogério Macedo. 
A ONG Ecovida também realiza auditorias e certificações por meio de uma parceria com o Programa Paranaense de Certificação de Produtos Orgânicos.

Fonte: AEN - PR

Categoria: Agronegócio, Investimento, Norte do Paraná, Paraná

Enviar comentário

voltar para Notícias

left tsN fwR uppercase show|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left fwR uppercase show bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd c10|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||