BRDE lança primeiro edital de programa a startups

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) lançou nesta quinta-feira (06), no Show Rural em Cascavel (Oeste), o edital de chamamento público do programa BRDE Labs, voltado ao apoio, capacitação e aporte financeiro de startups. Na solenidade, que teve a presença do governador Carlos Massa Ratinho Junior, também foram assinados contratos de crédito com cooperativas agroindustriais.

Lançado em dezembro pelo governador, o BRDE Labs vai apoiar startups que desenvolvem soluções para diversas áreas, mas com foco no agronegócio e na indústria 4.0. O edital é aberto para startups de todo o Brasil, porém, os espaços de aceleração estarão sediados nas unidades da PUC-PR em Toledo e Londrina. Inicialmente, o programa será destinado a empresas de base tecnológica em fase de desenvolvimento e validação do produto.

“São as startups apresentando novas ideias e soluções para o agronegócio, para quem vive no campo. E o BRDE, com essa ajuda, se aproxima cada vez mais do povo paranaense”, afirmou o governador Ratinho Junior. “Com isso, nossa agricultura, o agronegócio fica cada vez mais tecnológico, trocando a enxada pelo smartphone”, acrescentou.

ACELERAÇÃO – Diretor de Operações da agência paranaense do BRDE, Wilson Bley explicou que o BRDE Labs fará a seleção e aceleração de empresas startups, que desenvolvam soluções preferencialmente ao agronegócio, mas também empreendimentos voltados para a indústria 4.0 – IoT (Internet das Coisas), tecnologia da informação, energia, educação, saúde, logística e meio ambiente.

A proposta, reforçou ele, é aproximar empresas inovadoras, academia e potenciais clientes, também levando a inovação ao Interior do Estado. “O BRDE é o banco de fomento da agricultura paranaense, agora voltada para essa agricultura 4.0, gerando emprego e renda em todo o Estado”, destacou Bley.

INVESTIMENTO E CRÉDITO – O programa será realizado em parceria com a Hot Milk, aceleradora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), com apoio de cooperativas agroindustriais e clientes do BRDE. Após um processo de capacitação, startups consolidadas dentro da aceleradora poderão ter acesso a fundos de investimentos e linhas de créditos operadas pelo BRDE.

Um desses fundos é o Fip Anjo, chamada do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) voltada às startups e no qual o BRDE fez um aporte de R$ 15 milhões, destinado a empresas da região Sul.

“Este programa é uma oportunidade única para trabalharmos em diversas áreas do conhecimento, muito focado no agronegócio. Vamos angariar startups do Brasil inteiro para trabalhar com parceiros do BRDE em todo o Paraná, que trarão resultados excelentes para o Estado”, diz o diretor da Hotmilk, Fernando Bittencourt Luciano.

PRESENÇAS – Participaram da solenidade o chefe da Casa Civil, Guto Silva; os secretários de Estado do Planejamento e Projetos Estruturantes, Valdemar Bernardo Jorge; do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes; e da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara; o prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; o presidente da Celepar, Leandro Moura; os deputados estaduais Marcel Micheletto, Nelson Luersen, Soldado Adriano José, Luiz Fernando Guerra, Wilmar Reichembach, Tião Medeiros e Coronel Lee; Gugu Bueno, superintendente de Articulação Regional da Casa Civil; Henrique Domakoski, superintendente de Inovação da Casa Civil; e o diretor de coordenação da Itaipu Binacional, general Luiz Felipe Carbonell.

Box
Governador acompanha evento que identifica e promove ideias inovadoras

Ratinho Junior também esteve, nesta quinta-feira (06), na Arena Hackathon Paraná, estrutura de inovação do Estado dentro dos pavilhões da feira. Na quarta-feira (5), a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) promoveu neste espaço o Pitch Day, um evento para identificar e promover ideias inovadoras que possam se transformar em políticas públicas permanentes.

O Pitch Day Celepar abriu espaço para que empresas privadas, negócios inovadores, startups, estudantes, instituições de ensino ou pessoas físicas demonstrassem ideias para uma banca de especialistas. Ao final do processo, as soluções serão incluídas em um banco de projetos.

Fonte: AEN